PoderWAP™ Conteúdos Totalmente Gratuitos www.PoderWAP.info
Buscar
Resultados por:
Busca avançada
Últimos assuntos
Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Galeria


Conectar-se
Votação
Vais ver Red Bull Air Race?


Compartilhe
Ver o tópico anteriorVer o tópico seguinte
avatar
Admin
Mensagens : 653
Pontos de Prémios : 2147486318
Data de inscrição : 24/08/2010
Idade : 29
Localização : Portugal
Ver perfil do usuáriohttp://www.poderwap.info
17012013
Benfica sem argumentos para irrepreensível Sporting
domingo. No jogo grande da 12.ª jornada, o Sporting venceu o Benfica, por 4-2, no Multiusos de Odivelas, e deu um passo de gigante para vencer a fase regular. Os leões, que somam por vitórias todos os jogos disputados, já dispõem de nove pontos de vantagem para as águias, uma diferença praticamente irrecuperável. Num pavilhão completamente lotado, o dérbi entre as duas principais potências do futsal nacional teve todos os aperitivos de um grande jogo. Espetáculo, emoção e polémica à mistura.

A precisar de vencer para manter viva a esperança de vencer a fase regular, o Benfica fez do pragmatismo a arma para se colocar em vantagem, logo aos dois minutos, com Gonçalo Alves a concluir uma boa combinação com César Paulo. O brasileiro acabou por estar apenas sete minutos em campo, visto ter sido admoestado com o segundo cartão amarelo por impedir uma reposição lateral da equipa leonina.

Em desvantagem, o Sporting manteve-se fiel aos seus princípios, que tantos e tão bons resultados têm dado, e, fruto de uma maior dinâmica e sentido coletivo, acabou por protagonizar a reviravolta antes do intervalo. Divanei, o mais influente da equipa de Nuno Dias, aproveitou a sufocante pressão ofensiva de Deo para, com muita classe, bater Marcão e estabelecer a igualdade. Um resultado que viria a ser desfeito aos 17 minutos, com Marcelinho a concretizar, a passe de Caio Japa, uma magnífica jogada coletiva.

Após o intervalo, o Benfica dispôs de duas flagrantes oportunidades para empatar o jogo, mas João Benedito, que se exibiu em grande plano, parou os remates de Joel Queirós e Davi. As águias não marcaram e, instantes depois, sofreram o 3-1. Marcelinho sambou junto à área encarnada e ofereceu, de bandeja, o golo ao endiabrado Deo.

Obrigado a arriscar para inverter o rumo dos acontecimentos, Paulo Fernandes mandou avançar Marcão na quadra, mas quem melhor aproveitou o 5x4 das águias foi Pedro Cary, que estabeleceu o 4-1. Aos 35 minutos, Gonçalo Alves bisou e estabeleceu o resultado final de um encontro em que os leões foram uns justos vencedores e que ficou marcado pela má arbitragem.
Compartilhar este artigo em:diggdeliciousredditstumbleuponslashdotyahoogooglelive

Comentários

Nenhum comentário.

Ver o tópico anteriorVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum